Psicólogo. Psicanalista. Doutor em Psicopatologia fundamental e Psicanálise – Paris 7 – Diderot. Pós-doutor por Paris 7 – Diderot. Chercheur associé da Universidade de Paris 7 – Diderot. Membro da Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental. Membro fundador da Rede Internacional em Psicopatologia Transcultural. Professor Adjunto IV da PUC-MG. Professor e orientador de pesquisas na Pós-Graduação em Psicologia/UFPA. Professor e orientador de pesquisas do Mestrado de Promoção de Saúde e Prevenção da Violência/MP, da Faculdade de Medicina da UFMG. Sócio do Circulo Psicanalítico de Minas Gerais. Membro da "Société de Psychanalyse Freudienne" – Paris – França. Pesquisador Associado do LIPIS (PUC-RJ). Membro do Programa Antártico Brasileiro. Membro da Comissão de Direitos Humanos do Conselho Regional de Psicologia da 4ª Região Minas Gerais/CRP-04. Direto científico do Centro de Atenção à Saúde Mental (CESAME: www.cesamebh.com.br) Pesquisador do CNPq.

Currículo detalhado Lattes/CNPq em: http://lattes.cnpq.br/6109293223271452

Meu primeiro contato com a psicanálise deu-se quando ainda estudava engenharia elétrica na UFMG em Belo Horizonte. Nesta ocasião, tive a oportunidade de ler alguns textos da metapsicologia freudiana e fiquei impressionado com as semelhanças entre alguns conceitos ali apresentados e certas definições da física, em particular da física quântica. Mais tarde, decidi estudar psicologia e, logo após terminar o curso, comecei a formação em psicanálise assim como uma análise pessoal. Entretanto, meu interesse pela física nunca diminuiu, e minhas contínuas leituras nesta área continuam sendo uma inestimável contribuição para compreender a psicanálise.

Durante dois anos (86-88) fui professor na PUC-MG. Foi nessa ocasião que decidi continuar minha formação na França além de fazer um doutorado. Em Paris, onde morei por oito anos, frequentei diversos locais pois interessava-me as pluralidades das possíveis leituras do pensamento freudiano. Foi assim que participei de seminários de vários psicanalistas dentre os quais Joyce McDougall, Colette Soler, Piera Aulagnier, Heitor O'Dwyer de Macedo, Joël Dor, Patrick Guyomard, Jacques-Alain Miller. Na Universidade de Paris VII defendi a tese que teve por título: "A formação do sentimento de identidade sexual no Transexual". Ainda em Paris, apromorei a minha formação psicanalítica, e afiliei-me à Société de Psychanalyse Freudienne (SPF).

De volta ao Brasil, residi por 4 anos em São Paulo, onde dei continuidade ao meu trabalho de pesquisa teórico-clíncio em diferentes áreas, como o mostra os textos que se encontram nesta HomePage. Durante minha estadia em São Paulo participei, como pesquisador, do Laboratório de Psicopatologia Fundamental do Núcleo de Psicanálise do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica da PUC-SP. Fui co-fundador do Laboratório de Psicopatologia Fundamental do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP. Atualmente sou membro da Rede Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental, Rede que agrega várias Universidades no Brasil e no exterior. Trabalhei, também, como consultor e colaborador no projeto PRO-SEX (Projeto Sexualidade) do Departamento de Psiquiatria do Hospital das Clínicas de SP, e no do Ambulatório de Endocrinologia do mesmo hospital. Ainda em São Paulo, fui um dos fundadores, e continuo membro, do Grupo TVer (fundado pela então deputada Federal Dra. Marta Suplicy), hoje ONG TVer, que propõe uma discussão sobre qualidade de televisão brasileira.

No início do ano 2000 retornei para Belo Horizonte, e retomei meu trabalho de professor na PUC-MG, assim como minha prática clínica. Logo após, tornei-me Sócio do Círculo Psicanalítico de Minas Gerais (CPMG). Frequentemente apresento trabalhos em congressos, dou conferências e palestras, assim como ministro cursos e seminários tanto em BH e em outras cidades do estado, como também em São Paulo, no Pará, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Pernambuco. Continuo a manter contatos com outros colegas psicanalistas na França, em especial em Paris, e em Nova Iorque. Nestas cidades, participo regularmente de eventos ligados à psicanálise. Interessa-me sobremaneira a clínica psicanalítica onde o diálogo com a teoria, e a teoria na prática, dá-se de forma privilegiada. Varias vezes estive na Université de Bretagne Occidentale, em Brest na Bretanha, como professor convidado para ministrar seminários para os alunos de Master 1 e 2.

Em 2007, aceitando um convite, passei dois anos na França lecionando em Brest e fazendo pós-doutorado na Universidade de Paris VII. O tema do pós-doc foi a participação da mitologia na construção da noção de normalidade e de patologia. Graças a inúmeras idas a Belém e à acolhida sempre generosa dos colegas de lá, tive amplo contato com profissionais que trabalham com sujeitos de origem indígenas, o que me permitiu reunir material para a pesquisa de pós-doc. Algumas publicações sobre o tema, estão no site. Em junho de 2009, antes de regressar para o Brasil, foi convidado por professores de Paris VII para fundar a Rede Internacional em Psicopatologia Transcultural. O interesse da Rede é discutir os efeitos da globalização sobre a compreensão do sofrimento psíquico. Ou seja, em que medida estaria havendo uma globalização do adoecer. Em abril de 2010 um grande encontro sobre este tema aconteceu na UFPA, em Belém, reunindo pesquisadores nacionais e internacionais de diferentes horizontes interessados em debater o tema.

Além da clínica, são de meu maior interesse a transmissão da psicanálise, a psicanálise na universidade, a discussão e a evolução dos conceitos e das noções psicanalíticas, das bases da metapsicologia freudiana, e a aplicação da psicanálise a outros campos do conhecimento. O instrumental teórico-clínico oferecido pela teoria psicanalítica sempre foi, e continua sendo, de uma atualidade constrangedora para se compreender vários aspectos do mundo atual e as mudanças da contemporaneidade.

Ao criar esta HomePage meu objetivo foi o de propor um espaço virtual onde questões teórico-clínicas pudessem ser debatidas. Possa este espaço virtual transformar-se num local de encontro e de troca para as contribuições ao debate: é a psicanálise que sairá lucrando.

Paulo Roberto Ceccarelli




Curriculum resumido

Psicólogo. Psicanalista. Doutor em Psicopatologia fundamental e Psicanálise – Paris 7 – Diderot. Pós-doutor por Paris 7 – Diderot. Chercheur associé da Universidade de Paris 7 – Diderot. Membro da Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental. Membro fundador da Rede Internacional em Psicopatologia Transcultural. Professor Adjunto IV da PUC-MG. Professor e orientador de pesquisas na Pós-Graduação em Psicologia/UFPA. Professor e orientador de pesquisas do Mestrado de Promoção de Saúde e Prevenção da Violência/MP, da Faculdade de Medicina da UFMG. Sócio do Circulo Psicanalítico de Minas Gerais. Membro da "Société de Psychanalyse Freudienne" – Paris – França. Pesquisador Associado do LIPIS (PUC-RJ). Membro do Programa Antártico Brasileiro. Membro da Comissão de Direitos Humanos do Conselho Regional de Psicologia da 4ª Região Minas Gerais/CRP-04. Direto científico do Centro de Atenção à Saúde Mental (CESAME: www.cesamebh.com.br) Pesquisador do CNPq.

Currículo detalhado Lattes/CNPq em: http://lattes.cnpq.br/6109293223271452

Voltar ao topo

NEM O "ESPÍRITO SANTO" SE LIVRA DO CAOS

TRANSEXUALIDADES E MUDANÇAS DISCURSIVAS

CONTRA-TRANSFERÊNCIA CULTURAL E MÉTODO CLÍNICO

SOBRE A VIRTUALIZAÇÃO DO SEXUAL

CONFIGURAÇÕES FAMILIARES E RELAÇÕES ÉTNICAS NO SENEGAL: UMA LEITURA PSICANALÍTICA

HISTERIA E MASCULINIDADE EM FREUD E NA CONTEMPORANEIDADE

RITOS DE PASSAGEM: O LUGAR DA ADOLESCÊNCIA NAS SOCIEDADES INDÍGENAS TEMBÉ TENETEHARA E KAXUYANA

INTERNET E PORNOGRAFIA: NOTAS PSICANALÍTICAS SOBRE OS DEVANEIOS ERÓTICOS NA REDE MUNDIAL DE DADOS DIGITAIS

REALIDADE VIRTUAL VS. REALIDADE PSÍQUICA

SITUAÇÃO DE CRISE PSÍQUICA E DESEJO DE SABER <

DA PERVERSÃO NOSSA DE CADA DIA, ÀS GRANDES PERVERSÕES DO SEXUAL

EVA, MARIA E LILITH: CORPO DE DELITO

ENTRE O EU E O CORPO… UM ESTRANHO: REFLEXÕES SOBRE AS TRANSEXUALIDADES

A QUANTAS ANDAM O SEXUAL E A SEXUALIDADE NOS DIAS ATUAIS?

ANGÚSTIA, SEPARAÇÃO E DESAMPARO NA CLÍNICA CONTEMPORÂNEA

A MENTIRA COMO ORGANIZADOR SOCIAL

A PSICANÁLISE NA CENA DO CRIME

REFLEXÕES SOBRE A SEXUALIDADE MASCULINA

BULLYING E PÓS-MODERNIDADE: UMA RELAÇÃO INTRÍNSECA (?)

POR TRÁS DA “CURA”

ACASO, REPETIÇÃO E SEXUALIDADE: COMO COLOCAR “CAMISINHA” NA FANTASIA?[1]

O QUE AS HOMOSSEXUALIDADES TÊM A DIZER À PSICANÁLISE (E AOS PSICANALISTAS)

O PENSAMENTO MÁGICO NA CONSTITUIÇÃO DO PSIQUISMO

MITOS, SEXUALIDADE E REPRESSÃO

CONSIDERAÇÕES SOBRE PESQUISA EM PSICANÁLISE

REFLEXÕES SOBRE O INQUIETANTE DE SER PORTADOR DE HIV/AIDS

REFLEXÕES SOBRE A ECONOMIA PSÍQUICA DAS ADICÇÕES

CONTRIBUIÇÕES DA PSICOPATOLOGIA FUNDAMENTAL PARA A CRIMINOLOGIA

O ESTRATO PULSIONAL DO SENTIMENTO RELIGIOSO

AS POSSÍVEIS LEITURAS DA PERVERSÃO

A PORNOGRAFIA E O OCIDENTE

UMA BREVE HISTÓRIA DO CORPO

ENFRENTANDO A HOMOFOBIA

A PATOLOGIZAÇÃO DA NORMALIDADE

PSICANÁLISE E MORAL SEXUAL

HOMOSSEXUALIDADE: VERDADES E MITOS

A PRODUÇÃO DISCURSIVA NO CAMPO DA PERVERSÃO

A INVENÇÃO DA SEXUALIDADE

DON QUIXOTE E A TRANSGRESSÃO DO SABER

REFLEXÕES SOBRE A QUESTÃO LÉSBICA

PSICANÁLISE, SEXO E GÊNERO: ALGUMAS REFLEXÕES

LAÇO SOCIAL: UMA ILUSÃO FRENTE O DESAMPARO

PERVERSÃO SEXUAL, ÉTICA E CLÍNICA PSICANALÍTICA

AS VICISSITUDES DO FENÔMENO DA TRANSFERÊNCIA NA RELAÇÃO PADRE FORMADOR/SEMINARISTA

PROSTITUIÇÃO – CORPO COMO MERCADORIA

SEXUALIDADE E EUGENIA

O CORPO COMO ESTRANGEIRO

A INVENÇÃO DA HOMOSSEXUALIDADE

A MORTE DA CLÍNICA?

MITOLOGIA E PROCESSOS IDENTIFICATÓRIOS

FREUD TRAÍDO

NOVAS CONFIGURAÇÕES FAMILIARES: MITOS E VERDADES

VIOLÊNCIA E CULTURA

ENTREVISTA COM MICHEL TORT

O SOFRIMENTO PSÍQUICO NA PERSPECTIVA DA PSICOPATOLOGIA FUNDAMENTAL

PERVERSÃO E SUAS VERSÕES

O GOZO EXTÁTICO DO EXPECTADOR DE UMA CENA PERVERSA

VIOLÊNICA SIMBÓLICA E ORGANIZAÇÕES FAMILIARES

SEXUALIDADE E CONSUMO NA TV

A PERVERSÃO DO OUTRO LADO DO DIVÃ

AS BASES MITOLÓGICAS DA NORMALIDADE

TRANSEXUALISMO E CAMINHOS DA PULSÃO

PSICOLOGIA HOSPITALAR: ASPECTOS LEGAIS, ÉTICOS E POLÍTICOS

PRÁTICAS SEXUAIS DITAS “PERVERSAS”: DESVIANTES OU DIREITO À DIFERENÇA?

ÉTICA, MÍDIA E SEXUALIDADE

A CONTRIBUIÇÃO DA PSICOPATOLOGIA FUNDAMENTAL PARA A SAÚDE MENTAL

CONFIGURAÇÕES EDÍPICAS DA CONTEMPORANEIDADE: REFLEXÕES SOBRE AS NOVAS FORMAS DE FILIAÇÃO

ORIENTAÇÃO SEXUAL E SAÚDE MENTAL: RUMO À PERSPECTIVAS GLOBAIS SOBRE PRÁTICAS E POLÍTICAS

GAROTOS E GAROTAS DE PROGRAMA: UMA EXPRESSÃO DA SEXUALIDADE HUMANA

EXIBICIONISMO

ÉTICA E EXERCÍCIO DA PROFISSÃO

VIOLÊNCIA E TV

ENTREVISTA COM JOYCE MCDOUGALL

ENTREVISTA COM PIERRE FÉDIDA

SEXUALIDADE E PRECONCEITO

DIFERENÇAS SEXUAIS? QUANTAS EXISTEM?

SEXO, ETERNO ENIGMA

BISSEXUALIDADES

CONSIDERAÇÕES SOBRE A HOMOPATERNIDADE

HOMOSSEXUALIDADE E PRECONCEITO

A QUESTÃO TRANSEXUAL II

POTENCIALIDADES DE PERVERSÃO

OS DESTINOS DO CORPO

MANIFESTO PSICANALÍTICO

MAL-ESTAR NA IDENTIFICAÇÃO

O SEXUAL DA VIOLÊNCIA

A SEDUÇÃO DO PAI

DELINQÜÊNCIA: RESPOSTA A UM SOCIAL PATOLÓGICO

IDENTIDADE E INSTITUIÇÃO PSICANALÍTICA

NEO-SEXUALIDADE E SOBREVIVÊNCIA PSÍQUICA

TRANSEXUALISMO E IDENTIDADE SEXUADA

A MASCULINIDADE E SEUS AVATARES

JOYCE MCDOUGALL – UMA APRESENTAÇÃO

OS EFEITOS PERVERSOS DA TELEVISÃO

AS MÚLTIPLAS FACES DE EROS [Resenha]

A CONSTRUÇÃO DA MASCULINIDADE

Voltar ao topo

PAULO ROBERTO CECCARELLI


Minas Gerais, Brasil
paulorcbh@mac.com


Desenvolvimento do site: 1porExtenso
contato@umporextenso.com.br